Afiliados que não possuem empresa também podem trabalhar com a yBox

  • Home / Blog / Afiliados que não…

Afiliados que não possuem empresa também podem trabalhar com a yBox

A yBox também trabalha com afiliados do tipo “pessoa física”, ou seja, profissionais autônomos que não possuem uma empresa aberta. Para receber seus ganhos pela divulgação de ofertas, basta o afiliado emitir um RPA.

Mas o que é um RPA?

Um RPA é como uma nota fiscal, porém utilizado por uma pessoa física.

Quando um afiliado acumula ganhos (por ter gerado resultados ao divulgar as ofertas de nossos anunciantes), ele pode solicitar seu resgate emitindo um RPA.

O que deve conter no RPA?

Por ser um documento muito simples, o afiliado pode facilmente encontrá-lo na internet. Como há muitas versões disponíveis, é importante garantir que as seguintes informações estejam presentes no recibo:

  • Nome ou Razão Social e CNPJ da fonte pagadora;
  • Dados do afiliado “pessoa física” – CPF e número de inscrição no INSS;
  • Dados detalhados sobre pagamento do serviço prestado – Valores bruto e líquido (descontando: IRRF, ISS e INSS);
  • Assinatura do responsável pelo pagamento.
COMO FUNCIONA NA YBOX

Clique aqui e baixe o cadastro;

Preencha e encaminhe para rpa@the-ybox.com;

Você receberá um e-mail com confirmação de recebimento e aprovação.


Obs. Caso não receba, entre em contato conosco.

E na data combinada no fechamento, você receberá o pagamento com as devidas retenções de tributação (veja no próximo tópico)

Qual é a tributação que incide sobre o afiliado pessoa física?

Quando um RPA é emitido, vem acompanhado do recolhimento de impostos federais. O afiliado paga esses impostos, mas quem os recolhe é o contratante.

Confira os impostos que serão recolhidos:

  •  INSS – 11% de INSS limitado ao teto da contribuição que é de R$ 671,11

O INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) que garante ao colaborador autônomo a posição de contribuinte individual da Previdência Social, seguro que garante uma aposentadoria ao contribuinte quando ele parar de trabalhar.

  • IRRF – 27,5%

O imposto de Renda Retido na Fonte, como o nome já diz, é retido pela fobe pagadora. Esse desconto já vem embutido no documento.

  • ISS

Imposto Sobre Serviço também está incluso no que deve ser emitido no RPA. Esse imposto diz respeito à prefeitura sobre a prestação de serviços, sendo assim cada profissional autônomo deverá verificar junto ao seu município de origem os procedimentos para emissão do recibo.

Exemplo (*)
Faturamento de R$1k Faturamento de R$ 10k
INSS (11%) – R$ 110,00

IRRF (0) – R$ 0

ISS – (0) – R$0

Recebimento final: R$ 890,00

INSS (teto) – R$ 671,11

IRRF (27,5%) – R$ 1696,08

ISS – (0) – R$0

Recebimento final: R$ 7.632,81 (**)

(*) Esses valores são fictícios, para exemplificar um afiliado da cidade de São Paulo (município de nossa sede), sem isenção de ISS. A alíquota de ISS deve ser consultada junto ao seu município.

(**) Para fazer essa conta, você deve considerar: (Faturamento-INSS deduzido)*IRRF (No valor do IRRF, deduzir valor tabela)= Valor liquido. Esses valores dependem também de dependentes.  Para entender, confira tabela abaixo.

Confira abaixo a tabela completa com as alíquotas:

Em resumo, o RPA comprova que o afiliado recebeu corretamente seus ganhos por gerar resultados com a divulgação de ofertas de nossos anunciantes. E por se tratar de um documento que assegura a realização desse trabalho, o afiliado precisa arcar com os impostos que asseguram legalidade.

Qual a alternativa ao RPA?

A alternativa ao RPA é o afiliado abrir uma empresa e emitir sua própria nota fiscal com as alíquotas do seu serviço.

Ficou com alguma dúvida? Escreva para rpa@the-ybox.com 😉

Cadastre-se como afiliado na yBox e comece a faturar agora mesmo: https://the-ybox.com/pt/onboarding-afiliados/.

 

Escrever um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.